quarta-feira, 17 de junho de 2009

OFICINA 7

Professor Formador: Neusa Maria Machado Pena
Cursistas:
Andréa Lopes Mota
Cátia Barrada Braga
Letícia André Engenheiro Estabile
Marcela Tavares de Mello
Marcela Ap. dos Santos Magalhães
Marli Aparecida Tabai
Miriam F. Moraes Leal


Sugeriu-se que se trabalhasse com alunos um dos poemas mais conhecidos de Carlos Drummond de Andrade, extraído de seu primeiro livro, publicado em 1930: Alguma poesia. O poema, como você verá, traz novas idéias sobre nosso assunto - As cidades.



Cidadezinha Qualquer

Casas entre bananeiras
mulheres entre laranjeiras
pomar amor cantar.
Um homem vai devagar.
Um cachorro vai devagar.
Um burro vai devagar.
devagar... as janelas olham.
Eta vida besta, meu Deus.


ANDRADE, C.D. de. Poemas. Rio de Janeiro: José Olympio, 1959. p. 165


A partir do que foi desenvolvido no “Avançando na prática”, Unidade 14 da TP 4, p. 27, foi desenvolvido o seguinte plano de aula:

Plano de aula: 6º ano
Tempo: 3 aulas de 50min


1)Pediu-se que cada aluno trouxesse de casa uma poesia ou uma letra de música que mencionasse detalhes sobre alguma cidade.

2)Conforme relato da professora cursista Marcela Magalhães, na semana seguinte e no dia combinado, deu-se início a aula, estando cada aluno com seu poema em mão.

3)Seguindo a ordem da chamada, cada aluno levantou-se, foi até a frente e declamou seu poema.

4)A seguir a professora foi dando oportunidades aos alunos para que eles formulassem perguntas envolvendo cidades. Deixou claro que as perguntas poderiam ser envolvendo sua própria cidade ou sobre uma cidade que eles gostariam de conhecer.

5)As perguntas feitas pelos alunos foram todas anotadas no quadro pela professora. Em seguida, os alunos colaram suas poesias no caderno, escolheram, entre as perguntas que estavam no quadro, as cinco que acharam mais interessante e formularam outras cinco perguntas relacionadas ao poema colado no caderno, relativas ao nome do autor, edição, número de estrofes, número de versos, rimas pobres e ricas, etc.

6)A partir daí, cada aluno foi realizando sua atividade, dando suas respostas, questionando ao grupo as perguntas mais complexas que estavam no quadro enquanto a professora Marcela auxiliava nas respostas.

7)No último momento a professora pediu que cada aluno criasse a sua própria poesia com o tema cidade. Notou-se que os alunos, em sua totalidade homenagearam a sua própria cidade.

Aqui estão alguns fragmentos das produções que foram feitas.

Cidade querida
Minha cidade pequena
Aqui vivo com emoção.
Recebe pessoas de todo lugar
Abraço, beijo, canção
És minha cidade querida
Cidade do meu coração.
(Wallas)

Pirapetinga
Pirapetinga é amor
Pirapetinga é paixão
Pirapetinga na verdade é uma solidão.

É boa de se morar
És bonita de se ver
Cidade assim sem igual
Só falta passar na TV.
(Bruno do Santos)

Pirapetinga
Eu sou Pirapetinga
Adoro cantar seu canto.
Cidades pequenas são tantas
Mas só pirapetinga é encanto.
(Diego Lima)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Quem sou?

Minha foto
Pirapetinga, Minas Gerais, Brazil
Sou Neusa Maria Machado Pena,formadora do GESTAR II Língua Portuguesa em Pirapetinga, filha única criada sem mimos e sim entre muitas dificuldades. Casada por 25 anos e mãe de Eveline e Evandro. Ela graduada em Matemática pela UFF e ele terminando o Ensino Médio. Sou graduada em Letras pela FAFI PRONAFOR Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras Professora Nair Fortes de Além Paraíba MG e leciono há 20 anos na Escola Estadual Capitão Ovídio Lima e há 15 na rede municipal. A cada ano trabalho com novas séries e adquiro mais experiências. Atualmente trabalho com EJA Médio e Biblioteca. Gosto muito do que faço mas sonho com minha aposentadoria para poder ter tempo suficiente para prestar serviço comunitário num hospital público ou em um asilo, contando histórias e ouvindo histórias de idosos. Sou uma pessoa cheia de esperanças, alegre e feliz apesar de alguns amigos dizerem que vivo em outro planeta e que preciso aterrissar urgentemente na Terra.

Seguidores

Calendário