quarta-feira, 19 de agosto de 2009

MEMORIAL DESCRITIVO

Cursista: Letícia André Engenheiro Estabile

PERFIL
Sou uma professora de Língua Portuguesa e Literatura em constante busca de perspectivas de crescimento profissional, visando atender, através do aperfeiçoamento da prática docente, o objetivo do ensino: a aprendizagem geradora de cidadania.


MEMORIAL

Quando voltamos o olhar sobre nossas trajetórias intelectual e profissional, vemos aí sinais inapreciáveis sob uma visão central, mas, com um olhar periférico, torna-se possível desvendá-los. É então que se pode escrever a história, narrando, descrevendo e analisando cada experiência. Assim, eu, Letícia André Engenheiro Estabile, transcrevo nestas páginas minha vivência de leitura.
Meu nascimento se deu em Santo Antônio de Pádua – RJ, em 1981. Sempre vivi na cidade vizinha, Pirapetinga – MG, com minha mãe, meu pai e meus irmãos mais velhos. Fui uma criança muito feliz. Cresci ouvindo histórias infantis contadas por meu pai, que, mesmo tendo cursado apenas o antigo primário escolar, tem uma impressionante habilidade narrativa. Com ele, pude refletir sobre as lições das fábulas e rir com as aventuras de Malasarte. De minha mãe, além de todos os exemplos de conduta moral, recebi as primeiras orientações de leitura. Ela, com o mesmo grau de escolaridade de meu pai, em meio às inúmeras tarefas do dia-a-dia, atendia, com muita paciência e dedicação, às curiosidades daquela criança que tentava juntar letras de palavras encontradas nos jornais velhos de que ela se utilizava para confeccionar os moldes para corte e costura. Assim, aprendi a ler, em casa, aos quatro anos de idade.
Meus primeiros contatos com textos literários escritos foram na biblioteca municipal que funcionava no prédio da prefeitura, bem em frente à minha janela, de onde ficava olhando aquelas estantes cheias de riquezas. As inesquecíveis tardes que ali passei, com a professora Marika, interagindo com as personagens de Monteiro Lobato, Andersen e tantos outros clássicos me fomentavam a curiosidade e o fascínio pelas letras. Depois, fui me aproximando de outros temas, como, em Pollyanna – nas diversas fases; A Guerra do Lobisomem; O Pequeno Príncipe e outros. Quando não podia estar ali, buscava satisfação nas coleções da Disney na casa da professora Sylvia Rambaldi, minha vizinha. Mais tarde, além dos clássicos das literaturas brasileira e universal lidos no Ensino Médio, comecei a ter contato com a vasta literatura espírita, com romances ricos em história e filosofia.
Realizei os meus estudos em níveis fundamental e médio em escolas estaduais. Como alternativa única em Pirapetinga, no antigo 2º grau, fiz um curso técnico em Contabilidade. Isso não me possibilitou competitividade para prestar exame vestibular. Nascendo em uma família pobre e tendo estudado sempre sem livros e material adequado, era forte em mim o desejo de avanço intelectual e financeiro. Então, na cidade em que nasci, cursei Formação Geral e fiz minha primeira tentativa de ingresso numa universidade federal. Obtive êxito na primeira fase do exame; porém, por não haver possibilidade financeira de me estabelecer em uma cidade maior, desisti e não participei da segunda fase.
Sempre com o apoio de minha família, continuei lutando por um curso superior, o que se tornou possível, em 2001, com meu ingresso, em 4º lugar, na Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras Professora Nair Fortes Abu-Merhi em Além Paraíba/MG, onde, com licenciatura plena, me graduei em Letras: Português - Inglês.
No ano de 2006, após concurso promovido pelo Município de Pirapetinga, fui convocada para o cargo de Professor II de Língua Portuguesa do segundo segmento do ensino fundamental – mais uma vaga conquistada com 100% dos pontos da prova, o que me faz pensar que, hoje em dia, o profissional precisa de cem por cento de qualificação.
Aspirando ao aperfeiçoamento das práticas pedagógicas, em 2008, concluí um curso de pós-graduação, lato sensu, em Língua Portuguesa na faculdade onde me graduei.
Em dezembro de 2008, após prestar concurso público para Professor Docente I da Secretaria de Educação do Estado do Rio de Janeiro, conquistei o primeiro lugar na classificação e, desde junho, trabalho com Língua Portuguesa e Literatura nos ensinos fundamental e médio em Santo Antônio de Pádua – RJ.
Assim, desde 2006, trabalho tentando levar os alunos à construção do conhecimento lingüístico através do uso de suas habilidades já adquiridas. Assim, tornam-se capazes de se colocar frente a todas as possibilidades de uso da sua língua materna visando a atender as mais diversas necessidades de comunicação e expressão. O sentimento de satisfação em ser professora começou a crescer nos primeiros contatos. Comecei a perceber que, trabalhando no magistério, teria oportunidades de interagir com o mundo de seres em formação que, mesmo não sendo folha em branco, poderiam receber auxílio para preencher com expressões de valor importantes páginas da vida.
Neste ano, fui convidada a trocar a sala de aula pela biblioteca da escola em que trabalho em Pirapetinga. Percebo que trabalhar como bibliotecária me possibilita voltar ao tempo de descoberta da leitura, agora mais amadurecida, para que possa proporcionar aos alunos o mesmo prazer que sentia naquela biblioteca da minha infância. Estar em meio aos livros é estar rodeada de conhecimento e fantasia; informações e maravilhas!
Acreditando que cada etapa foi fundamental para o meu desenvolvimento profissional, sigo me dedicando e me desenvolvendo ante aos ensinamentos valorosos que tenho recebido da vida, da prática docente e, agora, do Curso Gestar II.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Quem sou?

Minha foto
Pirapetinga, Minas Gerais, Brazil
Sou Neusa Maria Machado Pena,formadora do GESTAR II Língua Portuguesa em Pirapetinga, filha única criada sem mimos e sim entre muitas dificuldades. Casada por 25 anos e mãe de Eveline e Evandro. Ela graduada em Matemática pela UFF e ele terminando o Ensino Médio. Sou graduada em Letras pela FAFI PRONAFOR Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras Professora Nair Fortes de Além Paraíba MG e leciono há 20 anos na Escola Estadual Capitão Ovídio Lima e há 15 na rede municipal. A cada ano trabalho com novas séries e adquiro mais experiências. Atualmente trabalho com EJA Médio e Biblioteca. Gosto muito do que faço mas sonho com minha aposentadoria para poder ter tempo suficiente para prestar serviço comunitário num hospital público ou em um asilo, contando histórias e ouvindo histórias de idosos. Sou uma pessoa cheia de esperanças, alegre e feliz apesar de alguns amigos dizerem que vivo em outro planeta e que preciso aterrissar urgentemente na Terra.

Seguidores

Calendário